Prometheus

    Prometheus

    Prometheus

    A busca por nossas origens pode nos levar ao fim.
    2 h 04 min
    Metadata
    Título Prometheus
    Título Original Prometheus
    Diretor Ridley Scott
    Tempo de Filme 2 h 04 min
    Data de Lançamento 30 de maio de 2012
    País  United States of America,   United Kingdom
    Orçamento $130.000.000
    Receita $403.170.142
    Atores
    Estrelando: Noomi Rapace, Michael Fassbender, Charlize Theron, Idris Elba, Guy Pearce, Logan Marshall-Green, Sean Harris, Rafe Spall, Emun Elliott, Kate Dickie, Branwell Donaghey, Patrick Wilson, Vladimir Furdik, Benedict Wong, C.C. Smiff, Shane Steyn, Ian Whyte, John Lebar, Lucy Hutchinson, Anil Biltoo, Giannina Facio, Louisa Staples, James Embree, Annie Penn, Robin Atkin Downes

    Filmes de ficção científica mais elaborados sempre tentam mostrar as magnitudes do universo com as enormes proporções dele em relação a nós seres humanos. E em Prometheus conheçemos nossa pequena insignificancia perto do universo, onde somos meros seres criados por outros seres superiores.

    E assim embarca a jornada de Prometheus, onde através de sinais do passado entre incas, aztecas, entre outros pudemos interpretar os sinais e irmos de encontro ao convite enviado a nós para conhecermos nossos criadores, conhecidos no filme como Engenheiros, que estão em uma outra galáxia.

    Prometheus

    Prometheus

    O filme começa com uma cena que não é fácil de interpretar onde um dos engenheiros toma uma gosma preta e cai em uma cachoeira. Depois conheceremos a tripulação da nave Prometheus que irá embarcar na aventura no planeta dos Engenheiros.

    Na tripulação temos um robô que não possui sentimentos e que serve como um paradoxo entre a relação humano-robô e humano-engenheiros.

    A produção é perfeita. Efeitos especiais de primeira, um elenco consistente contando com a presença de charlize theron, guy pearce, noomi rapace entre outros. Uma história intrigante e complexa, onde muitos dos detalhes não são facilmente explicados no filme, o que pode exigir um pouco de pesquisa na internet depois para poder ligar os pontos.

    Acredita-se ser o primeiro de uma série de filmes, onde já está previsto a continuação dele. O diretor Ridley Scott deixou muitas dúvidas no ar que prometem ser explicadas em um próximo filme.

    O filme possui um ritmo de suspense muito bom, e revelações fantásticas. Talvez alguns se decepcionarão no final por estarem esperando algo mais explicado. Assim que o filme termina, existe uma cena FANTÁSTICA ligando o filme a famosa franquia Aliens, onde Ridley Scott disse ter conectado os dois filmes.

    Enfim é um filme mais do que recomendado, apesar de muitas pessoas terem ficados insatisfeitas esperando as coisas mais mastigadas no filme. Mas é uma produção de larga escala, envolvente e misteriosa. Ame ou Odeie, as pessoas estão com opiniões muito divididas. Eu AMEI!

    Veja o Trailer do Filme Prometheus

    Outras críticas de filmes que podem te interessar

    81 Comentários

    1. Mirela

      Adorei esse filme, mas realmente achei bastante confuso, tem algumas partes q nao entendi, por exemplo

      Por que o Robô Deivid tentou matar um dos tripulantes com a gosma?

      O que era o cara no inicio se matando na cachoeira?

      Por que os engenheiros queriam matar os humanos?

      O que eram aqueles holograficos?

      E muito mais…

      Eu e minhas amigas ficamos conversando mt depois do filme e não conseguimos responder várias dúvidas…

    2. Jairo

      FILMASSO!
      Eu confesso que tambem só entendi algumas coisas depois que busquei em uns sites gringos a explicação….

      por exemplo como foi falado na critica, a cena inicial significa que ele comeu aquilo para liberar o DNA dele para começar a vida na Terra..

      Recomendo a todos esse filme!

    3. Nicole Dias

      Eu não entendi nada do filme!
      Achei legal a cena do Alien no final, mas fiquei muito perdida

    4. Bruno

      Um dos melhores filmes que eu já assisti. Ridley Scott conseguiu cruzar bem a história com seu antigo filme dos aliens.
      O filme é perfeito e quem não gostou do filme é pq não entendeu nada e só gosta de filminho de romance.

    5. Leandro

      O Filme é bem enigmático, mas é muito bom! Teve amigo meu que não gostou, mas tb não entendeu nada mesmo do filme.

      Quanto mais lemos sobre o filme mais gostamos dele.

    6. Ana

      É uma ótima produção, cenas muito bem feitas, mas é só isso e nada mais. A cena da cirurgia foi a única que me surpreendeu. O resto todo é fraco e pobre. Historinha pra boi dormir… Tem muito romance ruim que é melhor. Esse filme é previsível. Não vi suspense nenhum, nem revelações fantásticas. E a ligação com Alien foi a cagada final. Tolice geral…

    7. Emenelau

      O filme é interessante muito bom. Acho que eles ficaram perdidos e do meio do filme para o final, o que se vê é uma mistura de filme de terror com aliens x predador, gostei mais de Aliens.

    8. CNJOTA

      SOU FÃ DA SÉRIE, VI TODOS OS FILMES. E DIGO QUE ESSE ULTIMO FILME DEIXOU MAIS PERGUNTAS DO QUE RESPOSTAS. POR ISSO MUITA GENTE QUE CURTE A SAGA FICOU MEIO DECEPCIONADO. DECEPÇÃO ESSA QUE (QUEM SABE) SEJA COMPENSADA NOS OUTROS FILMES QUE VIRÃO.

    9. Rodrigo

      O Filme é bom, otimo, no entado é dificio de entender para aquele que não tem a mente aberta, ou nao tem inteligencia o suficiente para compreender.

      O Fimle tem muitas coisas duvidosas sim, mas ao entender o que o escritor/diretor quer passar para o publico, vemos que é algo surpreendente, e se entrarmos na historia navegarmos na imaginaçao junto com ele, vamos ver que somos nao só o povinho em um planetinha, mas somos muito mas do que isso.

    10. Ana

      Fui ao cinema para ver um filme e não uma introdução uma história sem graça e, provavelmente, sem fim. Causou-me asco! As abobrinhas “reveladas” estão muito aquém das certezas que possuo. Somos seres espirituais passando uma temporada neste plano, nessa 3ª dimensãozinha fuleira. Viemos por motivos variados e temos muito a cumprir de missão aqui. Creio que a principal seja EVOLUIR, CRESCER, AMADURECER E APRENDER A SER HUMILDE. Agora, vir com essa conversinha furada de que TODO extraterrestre quer nos ferrar, é tosco viu…

    11. Ras Victor

      O filme foi legal, teve um bom investimento e experiência da equipem mas claramente foi bem confuso e cheio de informações. A saga seria genial com uma ideia positiva do que pode existir e não extinção. Faz mas sentindo um objetivo positivo de evolução do que simplesmente um derivado. Poderia ser muito melhor…faltou mais meditação respirável pra escrita.

    12. Biri

      Que povinho, que planeta…somos luz!

    13. arlindo costa

      FILME FRACO, E FOI FINANCIADO PELA IGREJA CATÓLICA, FALAR EM CRUCIFIXO, REZAR PARA JESUS….ETC ETC…ESPERAVA MAIS. POIS FICÇÃO E COISA PARA SE PENSAR EM FUTURO..BEM PREVISIVEL E CARTAS MARCADAS….E O FINAL……SEM NEXO

    14. mirtes

      esse filme é satanista do começo ao fim!!! Dizer que somos criação de uma raça alienigena superior, e que seremos destruidos por ela, é o fim!

      Não recomendo para inguém, pois perverte a mente humana e desvia o foco da obra divina! Não vale a pena!

    15. Mau

      Pra começar esse filme não foi feito para debilóides que acharam o máximo “Avengers”, pára!!!!! Tem que pensar um pouco! Tem que ter um mínimo de inteligência!

      Muitos foram assistir o filme querendo ver monstrinho comedor de gente, pára! O FILME É SOBRE A BUSCA DO(S) CRIADOR(ES).

      Os ignorantes continuem na DCcomics e Marvel!

    16. Derp

      Nossa Ana, vai ver filme espirita então e não amola.

    17. Ana

      O que amola mesmo é esse filme sem graça!

    18. Eduarda

      Não gostei e não recomendo a ninguém! Muita coisa mal explicada e totalmente sem noção… fomos criados por alienigenas que por algum motivo se arrependeram e queria nos destruir? Seria mais interessante vida em outro planeta, mas que pudesse nos acrescentar alguma coisa… talvez novos ensinamentos, novo modo de viver e talvez a cura pro planeta Terra e não a destruição! Esse filme é diabólico ¬¬’ e que final é aquele? todo mundo morre, só se salva uma estudiosa sem graça e a cabeça de um robô estranho , um final sem respostas! Porque eles queriam nos destruir? Ah, provavelmente vai ter o dois né… mas eu não estarei lá pra ver. O filme deixou a desejar e só prometeu mesmo… não cumpriu!! Somos LUZ e o nosso criador é JAH, que nos ama e nos dá a salvação e não a destruição!

    19. heitor costa marinho

      filme muito bom!!! no primeiro momento mostra os engenheiros fundando a vida… notem que o dispositivo é diferente do liquido preto… logico que outra raça superior, indicaria um local neutro para encontros, e não o berço de sua civilizaçao (por medo); também há a hipotese de que nessa lua esses engenheiros sejam como uma facção ao governo central deles; entendi que eles para observar melhor os humanos enviaram um messias espião que foi crucificado por nós (2000 anos), daí a revolta deles em mudar de estratégia, mas que esse ataque a terra foi contido por algo misterioso nos hologramas (uma raça superior aos engenheiros, os atacou para nos salvar, porque eles não gostam que raças aniquilem outras, temendo a perda de fronteiras geneticas). os personagens em primeiro momento sao superficiais porque ridley captou bem isso na vida real, quando nos conhecemos pessoas sempre temos a impressao superficial, que ao longo do tempo se aprimora seu juizo de valores, por isso que na continuação irá abordar melhor os personagens, bem ao estilo de lost.

    20. heitor costa marinho

      o engenheiro cientista bebeu o liquido preto para suicidar-se arrependido por seu invento, como muitos fisicos do projeto da bomba atomica tambem se arrependeram.

    21. Ana

      Heitor,
      vamos lá, eu assumo minha total incapacidade de compreender o filme, beleza!
      Sou burra! Tapada! Lesada! Idiota! Mongol! Estúpida! Demente! Ignorante! E o que mais quiserem me definir como sendo incapaz mentalmente. Ok! Não tenho problema nenhum quanto a isso. Mas sei que sou capaz de compreender, se eu quiser, se me esforçar e, ainda, se tiver ajuda.
      A sua interpretação me deixou de certa forma entusiasmada e curiosa, mas sua explicação não está ajudando, porque vc fala coisas desconexas ou que, não necessariamente, estavam no filme… (para a minha “in”capacidade mental, né!). Tipo, como assim o Crucificado entrou nessa história?! Eu não vi neunhum tipo de coisa nesse sentido…
      Por isso, se não for incômodo, explique-nos melhor, por favor. reescreva o que quis dizer, em ordem coronológica e, se possível, fazendo o link com as cenas correspondentes.
      Se fizer assim, prometo rever o filme com outros olhos e quem sabe vc me convence de que o filme realmente é bom.
      (Que fique claro hein: pra mim o filme é ruim pelas mensagens que entendi dele, naõ porque eu não o tenha compreendido. Não preciso criticar negativamente apenas porque não compreendo. Simplesmente, aquilo que acredito que entendi, foi tolo e banal. Se isso faz de mim uma BURRA, então é isso que sou, mas não sou preconceituosa ou estúpida ao ponto de criticar sem fundamento).
      Valeu!

    22. Bete Soares

      Nada interessante. O filme é totalmente previsível. A obra de Eriken von Danicken é muito mais instigante e propõe uma argumentação bem dimensionada.
      Adoro Ridley, mas confesso que a fundamentação de Prometheus ficou aquém do proposto. Mas, para quem quer diversão, vale a ida ao cinema.

    23. telmo

      1- Quando o engenheiro bebe a geleia e entra em decomposição foi para espalhar o seu ADN no planeta terra
      2- O robô utilizou um membro da tripulação como cobaia a mando do Velho para obter respostas para a sua imortalidade
      3- O filme mostra a natureza Humana calculista gananciosa neste caso uma viagem inter planetária que deveria ser uma expedição em busca do conhecimento afinal era para proveito próprio de um velho gaga em busca da eternidade a todo custo.
      4- os potes são mini ogivas químicas, os mapas holográficos e o canhão fazem parte de uma maquina de guerra destruidora de mundos ou da sua vida orgânica.
      5- “Na minha ideia” os engenheiros estão em guerra entre eles só isso pode explicar a vontade de destruir a raça humana e aqui vão ter de pesquisar um pouco os textos Sumérios para entender melhor http://osnefilins.tripod.com/
      segundo os textos os humanos foram criados a revelia para trabalho escravo.
      6- é de notar o engenheiro antes de destruir o robô primeiro admirou sabia que ele era o resultado dos avanços tecnológicos humanos e era isto que eles tinh receio e de seguida destruiu

    24. telmo

      Segundo os sumérios, essa raça de extraterrestres eram os Anunnaki (Os Do Céu Que estão Na Terra), que mais tarde foram chamados de Elohim (Senhores do Céu). Humanóides gigantes vindos do planeta Nibiru e que devido à problemas no seu ecossistema, decidiram iniciar um processo de colonização no nosso planeta, por volta de 450 mil anos atrás. A primeira expedição Anunnaki, liderada pelo mega-cientista ENKI (Senhor da Terra) , aterrisou na região do Golfo Pérsico, onde estabeleceu a primeira base de operações: ERIDU (Lar Longínquo Construído). O plano original era extrair ouro do mar, o que de fato foi feito, mas à medida que esse processo foi ficando inviável, a única alternativa foi extrair o minério do sudeste da África, que já havia sido explorada por ENKI. Sem perda de tempo ele partiu p/ o continente africano, c/ uma equipe e ergueu o complexo ABZU. O ouro obtido nas minas da região iria ser transportado em embarcações até a Mesopotâmia, para derretimento e refinamento. Em seguida os lingotes eram enviados, através de uma nave de carga até uma outra nave que ficava orbitando a Terra, aguardando a chegada periódica de uma nave-mãe que levava o precioso metal para Nibiru, para ser usado como partículas suspensas, na atmosfera, a fim de conter o avanço de um fenômeno semelhante ao efeito estufa.

      A ampliação das atividades de mineração, trouxe uma segunda expedição liderada pelo comandante ENLIL (Senhor do Comando), meio-irmão de ENKI e logo os Anunnaki ergueram um gigantesco complexo logístico nas imediações do Monte Ararat. ENKI e ENLIL eram filhos do governante de Nibiru, ANU (Senhor das Alturas) e rivais, devido ao fato de que, mesmo sendo primogênito, ENKI não era o primeiro na linha de sucessão do trono nibiruano, mas sim ENLIL. Posteriormente uma terceira missão foi enviada, liderada pela médica-geneticista NINTI (Senhora da Vida), meia-irmã dos dois líderes, acirrando a disputa entre eles. Contudo, ao longo do trabalho dos Anunnaki, que já eram aproximadamente 600 na Terra, além de mais 300 em órbita, uma série de conflitos culminaram em um motim, durante uma inspeção de rotina, nas minas africanas. Os Anunnaki, astronautas e cientistas, improvisados como operários mineradores, reclamavam das tarefas designadas. Pressionado, ENLIL informou a ANU sobre a revolta e se dispôs à abandonar o comando da missão e retornar ao seu planeta. Uma corte marcial foi instaurada e ANU, tendo vindo à Terra, exigia que os líderes do motim se revelassem. Ouvindo os depoimentos, ANU concluiu que o trabalho era realmente muito duro e as reivindicações dos Anunnaki eram justas. Mas como interromper a mineração do ouro? O equilíbrio do ecossistema de Nibiru dependia do metal. ENKI, imediatamente ofereceu uma solução genial. Ele informou que no sudeste africano, vagava um ser que poderia ser treinado para executar o trabalho de mineração e desde que a “marca dos Anunnaki” (DNA) pudesse ser colocada nele. ENKI se referia à uma espécie de hominídeo que tinha evoluído naturalmente na Terra, mas que ainda estava num nível evolucionário extremamente distante do atingido pelos habitantes de Nibiru, não obstante ENKI sabia que esse primata, assim como todos os seres da Terra, possuíam material genético compatível com os de Nibiru, porque aqui a vida teria se iniciado com esporos orgânicos trazidos de lá, após a colisão com Tiamat. Esse tipo de fenômeno, denominado de Panspermia Cósmica, segundo cientistas de vanguarda, é comum nas galáxias, podendo ocorrer de forma acidental ou dirigida, como fizeram os Anunnaki.

      Na unidade médica de ABZU, ENKI e NINTI concluíram que poderiam extrair o óvulo de uma fêmea primata, fertilizá-lo, in vitru, com o espermatozóide de um macho Anunnaki e implantá-lo no útero de uma fêmea Anunnaki. Após muitas tentativas e erros, estava criado o modelo perfeito do homo-sapiens. O processo foi repetido várias vezes, formando a primeira geração de híbridos humano-alienígenas, na Terra, que contudo eram estéreis. E à medida que os LULU (Trabalhadores Primitivos) eram desenvolvidos e encarregados no trabalho de mineração na África, os Anunnaki que trabalhavam na Mesopotâmia começaram a invejar os seus colegas e a clamar pela presença de humanos naquela região. Apesar das objeções de ENKI, ENLIL apoderou-se de um grupo de terráqueos e os levou para a principal base do Golfo Pérsico, ERIDU.

    25. telmo

      A característica de longevidade do relógio biológico dos Anunnaki, onde 1 ano corresponde à 3.600 anos terráqueos, não foi inicialmente introduzida no material genético da primeira geração de humanos, que envelhecia rapidamente e tinha vida curta, o que levou ENKI a aperfeiçoar a manipulação genética dos híbridos, usando seu próprio esperma. Ele e NINTI desenvolveram um outro “modelo perfeito” de terráqueo, um macho que foi o primeiro representante da raça adâmica. O ADAMU ou ADAPA (Aquele Nascido na Terra) possuía alto grau de inteligência e longevidade maior. Em princípio, os primeiros híbridos machos e fêmeas eram estéreis e foram gerados no útero de NINTI e das enfermeiras voluntárias de sua equipe médica. Sitchin ressalta que durante as muitas tentativas e erros dos dois cientistas nibiruanos, para a criação do “humano ideal”, várias espécies de mamíferos, anfíbios, répteis, aves e peixes, foram utilizados como doadores de material genético. O resultado dessas ousadas experiências foram seres antropomórficos, de aspecto exótico ou monstruoso, que ficaram conhecidos, ao longo da história, como quimeras (centauros, cíclopes, hárpias, tritões, sereias, minotauros, hidras, górgonas, sátiros, etc). Criaturas que possuíam cabeça e tronco humanos e membros inferiores de animais ou as vezes, o inverso, ou uma bizarra combinação de ambos ou de vários animais, ou ainda seres humanos com dois pares de membros superiores. Algumas placas sumérias com anotações de ENKI, à respeito dessas experiências, revelam que muitos tinham sérias disfunções biológicas, mas outros se adaptavam bem e desenvolviam, inclusive alto grau de inteligência. Ao contrário do que se pensa, esses seres não eram meros mitos, mas sim resultado de avançada engenharia genética. A ciência moderna, secretamente, tem dado os primeiros passos em direção à essas atividades (Por exemplo: Transplante de órgãos de animais em seres humanos). O fato é que esses seres fantásticos conviviam com os humanos criados pelos Anunnaki, e foram citados em muitos textos de civilizações antigas, principalmente as greco-romanas e indo-européias. Alguns deles ficaram famosos em seus tempos, como a górgona Medusa, o sátiro Pan e o ser minotauro, da ilha de Creta, ou o homem-pássaro hindu Garuda. Inicialmente eram considerados semi-deuses, mas à medida que as civilizações iam ficando mais sofisticadas, esses seres passaram a ser vistos como ameaças e foram perseguidos e combatidos por homens como Gilgamesh, Perseu e Hércules.

      À despeito das quimeras, o projeto do homo-sapiens foi bem sucedido, mas a primeira geração de híbridos não procriava, então ENKI decidiu criar clones modificados, utilizando o DNA mitocondrial de sua esposa NINKI (Senhora da Terra) combinado com o DNA do tecido retirado de ADAMU, criou uma fêmea apta para procriação. Sendo assim “Adão e Eva”, do livro do Gênesis, receberam o “fruto do conhecimento”, ou seja foram iniciados no conhecimento sobre procriação, além de outros assuntos. Sitchin diz ainda, que o mito da “serpente tentadora” do Éden, se refere ao termo “Nahash” (Portador do Conhecimento), um dos muitos epítetos de ENKI, que enalteciam suas habilidades científicas. O brilhante Anunnaki possuía um cajado de metal, em forma de haste circundado por duas serpentes, em referência a dupla hélice do DNA humano. Esse símbolo, o Caduceu, foi adotado pela Medicina em todas as épocas. O fato é que ENKI e NINTI eram brilhantes cientistas e dominavam plenamente a ciência da manipulação genética, se referindo à ela como a ciência da “Árvore da Vida”. Sitchin revela uma curiosidade interessante: A palavra “mãe” se originou de MAMI, um dos epítetos suméricos de NINTI, a Senhora da Vida.

    26. telmo

      Porém, em certo momento as relações entre homens e Anunnaki ficaram comprometidas por ódios e paixões, levando-os à toda sorte de comportamentos bizarros, que se agravavam mais ainda pela aproximação do planeta gigante Nibiru, que já estava causando terríveis mudanças no clima agradável do planeta e logo os flagelos naturais somados às perturbações sociais, causaram a deterioração moral daquela sociedade híbrida. Esses fatos irritavam seriamente ENLIL que estimulava cada vez mais a desconfiança em ANU e nas altas hierarquias Anunnaki, que já repudiavam o comportamento dos alienígenas nesse planeta. Cedendo a pressão de ENLIL, ANU ordenou que os chefes Anunnaki se reunissem em conselho p/ julgarem a humanidade e decidirem o que deveria ser feito, como punição. Aproveitando a nova passagem de Nibiru, pelo nosso sistema solar, que causaria um cataclisma na Terra, ENLIL e ANU votaram por deixar a humanidade ser dizimada. Essa decisão acabou aceita pela maioria do conselho, mas sob protestos veementes de NINTI e ENKI. O fato é que preveleceu a pressão e o poder de persuasão de ENLIL sobre ANU que obrigou o conselho à prestar juramento de que não alertaria os homens quanto à catástrofe iminente. A grande verdade é que o transtorno planetário, foi usado por ENLIL p/ fazer uma “limpeza racial” na Terra porque não admitia a miscigenação entre os Anunnaki e os terráqueos.

      “Viu o Senhor que era grande a maldade do homem na terra, e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era má continuamente. Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem na terra, e isso lhe pesou no coração. E disse o Senhor: Destruirei da face da terra o homem que criei, tanto o homem como o animal, os répteis e as aves do céu; porque me arrependo de os haver feito.” Gênesis 6:1, 7.

      Inconformado e temendo pela sua obra, ENKI designou, secretamente, um homem, de nome sumério ZIUSUDRA (Noé ou Noah, em hebraico), para reunir grupos de humanos e espécies animais diferentes, que seriam salvas das inundações do planeta causadas pelo deslocamento dos pólos, devido à aproximação de Nibiru, em uma nave submarina submergível desenvolvida por ele, para essa finalidade. ENKI elaborou ocultamente um plano de sobrevivência para os seres selecionados por ZIUSUDRA, pois não ousava desafiar seu pai ANU, nem as hierarquias de Nibiru. Sem tomar conhecimento do seu plano , os Anunnaki evacuaram a Terra e de suas naves estacionadas na órbita do planeta, observaram o desastre e se entristeceram, sofrendo pela destruição daquela grandiosa obra e amargurados por terem abandonado os humanos ao terrível cataclisma. Com a passagem de Nibiru, duros tempos se iniciaram na Terra.

      Um detalhe curioso, revela o grau de comprometimento de ENKI c/ a humanidade naquele momento: Tendo sido obrigado a prestar juramento, ele não podia revelar aos homens sobre o perigo iminente e nem ajudá-los, mas incorfomado c/ a situação encontrou uma peculiar maneira de alertar pelo menos um pequeno grupo. Nos tabletes sumérios, referentes ao episódio do dilúvio, é mencionado que ENKI tinha ciência que não podia contar aos homens, mas nada o impedia de “falar c/ as paredes”. Uma noite ele se aproximou da casa onde morava ZIUSUDRA, se detendo do lado de fora perto do aposento onde este dormia, e falando alto ou através de algum aparelho, propagou sua voz pelo local dizendo: “Parede, o teu senhor ENKI te ordena que construa uma embarcação, reúna quantos familiares e agregados puderes, abandona tuas posses e salva tua vida, pois os elohim conderam a humanidade à morte…” ENKI teria deixado um tipo de relógio regressivo, sensível à oscilações geodésicas e um projeto de construção de um submergível à cargo de um Anunnaki de sua confiança designado p/ ajudar Noé. Além de ter feito uma seleção de animais e espécies de plantas p/ redistribuir pelo planeta após o holocausto.

    27. Loyana

      Cada um tem seu ponto de vista e devemos respeitar, o filme é para pensar um pouco e com as sequencias ir ligando os pontos, não julguem sem ver o final da historia, isso é só o primeiro capitulo.

    28. Loyana

      olha pessoal esse filme é ficção cientifica, nada haver com a realidade, eu creio que Deus criou o mundo, mas o filme por ser de ficção(imaginário do autor) pode ser qualquer coisa que crio o mundo e o ser humano. Por isso se chama ficção, senão seria baseado em fatos reais, então não devemos envolver religião na interpretação do filme.

    29. Ana

      Valeu Telmo!
      Realmente vejo que trata-se de pura ignorância da minha parte.
      Poxa vida, fui ao cinema a passeio, mal acostumada a assistir esses filminhos mastigados, inclusive, por causa disso, ando me recusando a retornar ao cinema. Então, assisti a Prometheus por pura falta de opção naquele momento.
      De qq sorte, fica claro que não sei da missa um terço, então, se quiser realmente compreender alguma coisa, precisarei de estudo.
      Por mais que seja ficção, se é criação humana, tem influência dos aspectos humanos. Assim, a menos que consigamos entrar na cabeça do criador da história, teremos que nos virar pra encontrar o que ele quis dizer, bem como o que pretendeu o diretor do filme…
      Tem muito pano pra manga.
      Obrigada!
      P.S.: Acho engraçado observar, nos relatos que vc transcreveu, que as intriguinhas bobas que nos deparamos cotidianamente (inveja, exploração, mentiras, vaidade), ao que parece (salvo comprovação em contrário), estão espalhadas pelo cosmos!!! ehehehehehehe
      Logo, minha humilde conclusão é a de que o que ocorre aqui (no nosso micro mundinho), acontece no macro, por aí a fora…
      Acho isso interessante, mas não é a tônica deste post.
      Fui…

    30. telmo

      boas
      bem Loyana obrigado por me lembrares que é um filme de ficção e que não se deve misturar com o realidade.Mas então quem esta mal é o realizador e não eu porque garanto que ele se inspirou “neste filme” em textos antigos, queres quantos textos desde os Maias Indus Egípcios Sumérios etc que falam do mesmo deuses vindos do seu bla bla bla. Não venho aqui defender ideias nem sou o dono da verdade apenas partilhei conhecimento, mas tem alguma piada texto com 15.000 anos talhados na pedra ninguém acredita são pura mitologia etc. mas um livro escrito e reinscrito conforme os gostos a menos de 2000 anos move milhões.

      Tem coisas que não percebo ainda a pouco tempo uma mulher foi ridicularizada mundialmente porque disse que engravidou a ver um filme porno em 3D, a virgem Maria engravidou de uma sombra “espírito santo” manteve-se virgem e todos acreditam ate hoje

    31. telmo

      o realizador foi buscar pinturas paleolíticas falou de deuses gigantes que entraram em contacto com os nossos antepassados tal como os texto

      ” Após muitas tentativas e erros, estava criado o modelo perfeito do homo-sapiens. O processo foi repetido várias vezes, formando a primeira geração de híbridos humano-alienígenas, na Terra, que contudo eram estéreis”
      sabes porque eram estéreis?
      Viste alguma Sra.engenheira no filme?
      Pois os Anjos não tem sexo logo não os primeiros híbridos humanos tbm não.

      “durante as muitas tentativas e erros dos dois cientistas nibiruanos, para a criação do “humano ideal”, várias espécies de mamíferos, anfíbios, répteis, aves e peixes, foram utilizados como doadores de material genético. O resultado dessas ousadas experiências foram seres antropomórficos, de aspecto exótico ou monstruoso, que ficaram conhecidos, ao longo da história, como quimeras (centauros, cíclopes, hárpias, tritões, sereias, minotauros, hidras, górgonas, sátiros, etc). Criaturas que possuíam cabeça e tronco humanos e membros inferiores de animais ou as vezes, o inverso, ou uma bizarra combinação de ambos ou de vários animais”
      Bem aqui o realizador tbm n se inspirou ou tentou arranjar uma explicação para em nada o filme não esta cheio de mutações e cruzamentos genéticos nem nada.

      é ficção cientifica foi ele que escreveu tudinho num sábado de manha.

    32. Anônimo

      Ridley Scott é um grande diretor e mestre em se tratando de ficção-científica. Um filme dirigido por ele já é garantia de
      algum aprendizado seus filmes são todos marcantes.Um dos grandes diretores da nossa época

    33. Maria aparecida

      Ridley Scott ém um dos melhores diretores da nossa época.
      Prometheus é garantia de discuções,debates talvez essa seja a intenção do diretor.Fazer com que nós pensamos sobre nosso papel dentro desse planeta.

    34. joao gustavo

      Bom galera.

      Para aqueles que nao intenderao o filme.
      1- no começo um alien se mata ne isso, e cai na cachoeira, bom ali ele nao estava se matando atoa mais sim deixando o material genetico para a criaçao da vida.
      2- As Urnas que vcs virao no filme nao era bombas ou ate msm de destruiçao em massa, mais sim capsulas contendo vida, era uma semente da vidade se posso coloca assim.
      3- nao sei em que parte do filme fala isso mais tem um frase +/-, “antes da vida nasce ela e destruida” uma coisa assim, tanto que no final ali todos pensavamos que o alien tinha cido morto mais nao ele sofreu uma evoluçao.
      4- as naves ali estavao sao provavelmente colmeias, uma arca de noe, da vida =D.
      5- nao tinha ninguem ali pq deve ser que alguma criatura se formo e ataco a nave deles, como vimos aquelas 2 cobras ou sei la o que erao aquilo.
      6- provavelmente ali seria um posto avançado, ja que depois o robo disse que tinha muitas outras naves como aquela.
      7- O robo testo a gosma no cientista para sertificar que aqueli era materia da vida pois ele queria salvar o velho la, provalvemente por ordem dele.
      8- Na verdade os engenheiro assim posso dizer nao queria matar os humanos, na realidade se vcs prestarem bem atençao o proximo alvo deles era a terra mais ai acontece e eles nao forao, resumindo a vida aqui na terra nao forao eles que botarao, foi realmente evoluaçao natural.
      9- os ologramas que estavao dentro da nada estava dizendo o que aconteceu a eles um pouco antes de serem atacados, nao sei por o que mais provavelmente ja deveria estar morto pois ele estava morto a 2mill anos +/-.
      10- ele iria jogar aquela urna na terra para começar a vida mais provavelmente ele nao sabe que e terra ja e abitada.
      11- outra coisa que eu me esqueci e comentei errado aquele que se mato no começo provavelmente estava na terra, dando inicio a nossa raça.

    35. Andre Rei

      ótimo FILME!

      O FIM DELE É O INICIO DE ALIEN O OITAVO PASSAGEIRO
      ]
      (SÓ RELEMBRANDO AOS FÃS)

    36. Fabio Luiz Redondo Souza

      Só não entendi uma coisa, se o primeiro ALIEN foi nascer no final desse filme (no ano de 2094), se eles já estavam na Terra no passado em Alien VS Predador? Não tem alguma coisa errada? Ou será que explicarão essa ‘‘magia’’ nas continuações? Sei lá…

    37. gilzzao

      para a pessoa q disse que o filme e satanista , vai comentar em filmes religiosos que fanaticos como voce devem ficar , eita povo chato

    38. Luiz Lucena

      Gosto destes filmes, gosto de ver os caras pensando quem, de onde vem?

      O problema é que o cara gasta milhões para fazer um filme e no final o cara caga, poderia deixar somente a deixa de a mina e o robô indo para o planeta X e mostrar algo próximo, e então deixaria o suspense no ar para um segundo filme……
      Galera, a ideia é comentar o filme, o que achou entre outros, essa é minha opinião!

    39. walter

      So imagino uma coisa, ainda estao procurando vida inteligente aqui na terra pq a pessoa nao entender o filme… Imagine isso num vestibular, dar zero pra ele xD

    40. Fernando Morais

      RAPAZ TEM CADA UM VIAJANDO NESSE FILME, CADA IDEIA DOIDA, VAI SABER COMO É A CABEÇA DE CADA UM, TEM CADA FANATICO DOIDO POR AI, UMAS TEORIA MALUCAS E DESCABIDAS, AGORA SEI PQ TEM OS FANATICOS RELIGIOSOS POR AI, SE CARAS DOIDOS BABAM NA MAIONESE APENAS NESSE PREMISSA DE FILME, IMAGINA QUE ESSES RELIGIOSOS N FAZEM PELO SUPOSTO NOME DE DEUS ENFIM CADA UM COM SUA LOUCURA, PREFIRO VER O FILME PRESTAR ATENÇAO E TENTAR SAIR SATISFEITO DO CINEMA, DO QUE FICAR VIAJANDO EM VARIAS M.. VIDE OS FANATICOS DE LOST, É DE RIR DE CADA TERIA REVOLUCIONARIA, NE SR TELMO

      O FILME FOI BOM SIM APENAS BOM NADA DE ESPETECULAR E SIM ENTENDI O FILME E ME BASEIO NO QUE O FILME ME PASSA NAO NAS TEORIAS DOIDAS DE UNS, E SO PQ A PESSOA NAO CONSEGUIU PEGAR QUAL É A DO FILME ELA N PODE SER EXECRADA E SER CONSIDERADA BURRA ISSO É PURA IGNORANCIA E FALTA DE SENSO SEM FALAR UMA BAIXA AUTO ESTIMA AI NE

    41. Fernando

      Pow o filme é bom, bem feito e tals só que… n entendi bulhufas ‘-‘…

      Beleza é meio que a origem do Alien… só que é um filme de deixa mais duvidas do que respostas, que provavelmente só serão respondidas com os filmes que virão.

    42. jeison

      Adoro filmes intrigantes.Nos levam a pensar sobre as idéias
      propostas.Neste caso um filmaço.Tô tentando organizar os acontecimentos para conclusão.

    43. rodrigo

      muito ruim este filme que tralha gastar dinheiro pra fazer este filme so mais os goonies esta filme da de 10 a 0 em prometheus
      kkkkkkk filme tralha

    44. telmo

      Para:
      Fernando Morais disse
      setembro 13 2012

      Teorias revolucionarias?? chamas “Teorias revolucionarias” a textos talhados na pedra a 10.000 anos? Devias viajar mais ler mais, apenas falei que este filme é baseado em textos antigos o maior cego é aquele que não quer ver. Se és o Sr. da verdade tudo bem agora eu como não sou, gosto de ler e ouvir e aprender e PARTILHAR. Não tenho opinião formada das coisas nem sou um conformado ou fanático de ideias. aproveita os genes que herdaste e aplica a inteligência e a consciência no teu dia a dia porque se achas que és fruto da evolução selectiva então passa-se aqui algo de errado.
      Tenho dito

    45. Marco Andrade

      Achei o filme otimo uma boa explicação de onde viemos, menos esses que não entenderam o filme que parecem descender de uma minhoca.

    46. Marco Andrade

      Pô mas esse Telmo viaja demais em cara, deixa um pouco pra mim!

    47. Samuca

      Está claro que o filme se baseia em textos antigos, principalmente sumérios. A mitologia suméria diz ou dá a entender que somos filhos de deuses que vieram de um lugar chamado Nibiru (esses deuses são gigantes chamados Anunnakis). Para quem quiser ler um bom livro para se iniciar em mitologia suméria, a dica é: A epopeia de Gilgamesh. Até a bíblia, e não quero entrar em discussão religiosa, possui histórias muito parecidas com a mitologia suméria. Haja vista que o diluvio aparece tanto na “Epopeia de Gilgamesh”, quanto no clássico indiano “Mahabharata” (a bíblia é posterior a esses dois livros).
      Na primeira cena me parece que os Engenheiros estão semeando a vida, porém creio que para formas de vida que viajam pelo espaço existem outras formas para se fazer isso. Quero dizer, o Engenheiro não precisaria ter se suicidado. Portanto, penso que o suicídio possa ser algum tipo de condenação que ele tenha sofrido (por nos ter criado, talvez…). É esperar pelo próximo filme para ter mais respostas.
      No filme, o capitão da nave diz que tudo aquilo é um complexo “talvez até militar”. Então, quando vemos o depósito cheio de urnas, logo pensamos em armas de destruição em massa. Mas temos que lembrar que esse filme é uma ponte com “Alien” e que as urnas cilíndricas se parecem muito com os ovos dos alienígenas. Quem viu “Alien” sabe que a “companhia”, queria os aliens para transformá-los em armas (assim sugeriu a personagem de Sigourney weaver), então, suponho que os objetos cilíndricos encontrados na nave dos Engenheiros continham os pavorosos “Aliens” em sua fase primordial e que os seres humanos seriam apenas cobaias de um experimento muito maior. Nós serviríamos de encubadora para os “Aliens”. Como o filme Prometheus deixa a entender, fomos criados para depois sermos destruídos pra dar lugar a um experimento superior.
      Os hologramas deixam a entender que o retorno deles à Terra não deu certo, mas não explicitou o porquê de não ter dado. Parece que houve algum tipo de resistência por parte de outros Engenheiros, ou o mais provável é que os “Aliens” tenham escapado e os atacado.
      O Robô David parece ter entendido o conteúdo das cápsulas e ao constatar que os Engenheiros estavam mortos decidiu, por ordem do velho que queria ser imortal, tentar semear a vida e inseriu o conteúdo no copo do doutor, cujo nome agora me esqueci e esse acabou engravidando sua companheira, a doutora Elizabeth Shaw. Depois de tomar conhecimento de que um dos engenheiros estava vivo, parece que desistiu do seu intento.
      A estranha mutação do geólogo no filme também, penso eu, tem a ver com mitologia suméria, pois antes de conseguir chegar a um resultado satisfatório, os deuses criaram muitas mutações e mutações são encontradas em várias mitologias (sereias, minotauro e etc.).
      A cabeça gigante encontrada na nave dos Engenheiros significa o quê? Seria o Deus deles? Afinal se eles nos criaram, quem foi que os criou? Essa pergunta e o porquê deles quererem destruir a humanidade levou a doutora Elizabeth Shaw ao mundo deles. E é isso que acho que veremos no próximo filme.
      Enfim, um filme para pensar. Um tanto filosófico, um tanto misterioso. Um bom filme para quem gosta de viajar pelas perguntas que permeiam as nossas mentes. Quem somos? De onde viemos? Para onde vamos?
      Recomendo.

    48. caio

      o quando sera que vai ter o dois

    49. Telmo

      Bem a minha ideia ficou aqui partilhada o filme peca por ter pegado mal neste assunto, quem não sabia ficou sem saber, e apenas se fala em efeitos especais e se procura lógicas para tudo menos para a mensagem principal do filme. Não era isso que o realizador queria de certo. Em fim fico a espera de melhor.
      Ô Povo feio e burro

    50. Samuca

      Telmo, confesso que não tinha lido suas análises acerca do filme. Li e gostei muito. Quem viu o filme e não conhece mitologia antiga realmente não vai conseguir fazer a ponte de ligação. Sim, o filme peca por não ter explicitado melhor o assunto. Quanto a mensagem principal do filme, penso um pouco diferente de você. Acho que procurando respostas lógicas para certos trechos do filme, faremos uma ligação entre os acontecimentos e sua mensagem principal. Ou seja: Quem nos criou? (ponte para) Por que fomos criados? (ponte para) Por que nossos criadores queriam nos destruir posteriormente? (ponte para) Será que existe um ser superior aos engenheiros?

      Pessoal, agora vejam isso:

      Em entrevista ao Movies.com, Scott diz que, para ele, a decisão de Elizabeth Shaw seguir viagem até o planeta dos Engenheiros é desde sempre o caminho natural da história. “Como abrimos essa porta – e espero que fique aberta porque quero fazer uma continuação – eu gostaria de explorar para onde ela vai. Porque se lá é o Paraíso, o Paraíso nunca pode ser o que você espera; é um lugar que tem uma conotação de ser extremamente sinistro e ameaçador”, diz.

      Questionado se o comportamento dos Engenheiros seria violento logo de cara no segundo filme, Scott respondeu com outra interpretação bíblica: “De certo jeito, se você olha para os Engenheiros, eles são altos e elegantes… Eles são os anjos de Paraíso Perdido [o poema épico de John Milton]. São os anjos que mais se divertem na história, e não Deus”.

      Será que Scott seguirá essa ideia dos anjos e criará uma espécie de Engenheiro Supremo para representar Deus em Prometheus 2?

      Fotografia de um engenheiro ancião deletado na cena inicial do filme:
      http://omelete.uol.com.br/imagens/diversos/Imagem-deletada-do-inicio-do-filme.jpg

      O que ele representa? Por que essa cena foi deletada? (Mais perguntas…)

      Link para outra imagem “spoiler”, da mesma cena inicial:
      http://omelete.uol.com.br/imagens/diversos/Imagem-deletada-do-inicio-do-filme.jpg

      Essas cenas também foram deletadas.

      Caio, o próximo filme ainda não tem data para estrear e nem se sabe se o estúdio vai dar carta verde para o diretor realizá-lo.
      Segundo palavras do próprio Ridley Scott (não me lembro a fonte onde li), o próximo filme se chamará “Paraíso” e ele quer filmá-lo antes de começar a produção de Blade Runner II.

      Abraços!

    51. Samuca

      Leitura do filme simples e objetiva que achei muito boa:

      “A busca dos Engenheiros é pela espécie perfeita. Fizeram os humanos e os cultivaram isolados na Terra. Ocorre que o ser humano não mostrou-se perfeito. O corpo é fraco e sua natureza possibilita (ou impõe) a vida em sociedade, que diferente dos insetos, é corrupta e não tem chance de alcançar a perfeição tão almejada pelos Engenheiros. Rasgam o projeto e partem pra outra. A partir dos defeitos presentes no ser humano desenvolvem o Alien, cuja natureza permite a vida inteligente em sociedade, possuem corpo adaptável aos mais rigorosos ambientes. A Terra possui condições perfeitas para a vida (distância do sol, atmosfera amigável, etc) e portanto é o curral perfeito para o desenvolvimento de espécies. Despejar o Alien na Terra nada mais é que um upgrade biológico. Como veneram e buscam a perfeição, a hostilidade ao ser humano é comportamento esperado. Como aconteceu com os dinossauros, nós fomos o upgrade biológico e a fila andou”.

    52. Samuca

      Algumas certezas:

      O que David disse ao Engenheiro?

      Um dos principais mistérios do filme foi desvendado: o que David diz ao Engenheiro quando tira-o da hibernação diante de Peter Weyland. Em entrevista ao The Bioscopist, o linguista Dr. Anil Biltoo, que ajudou a construir a linguagem dos Engenheiros no filme com base no idioma protoindoeuropeu, revela – e não é nada bombástico. “Este homem está aqui porque ele não quer morrer. Ele acredita que você pode dar a ele mais vida”, diz David, segundo Biltoo. Ou seja, é exatamente o que Weyland havia pedido que ele dissesse… (FONTE: Omelete)

      Sobre a cena inicial do filme:

      Martin Hill, técnico da Weta Digital (responsável pelos efeitos visuais), fala que a ideia era mesmo mostrar a infecção como uma “guerra” dentro do corpo do Engenheiro, que tem seu DNA destruído para originar, misturado no ambiente, um novo DNA, o da primeira vida na Terra. (Fonte: Omelete)

      Perguntas respondidas!

      Cena deletada de um Engenheiro falando:

      http://omelete.uol.com.br/prometheus/dvd-blu-ray/prometheus-cena-deletada-mostra-um-dos-engenheiros-falando/

    53. Marlon

      Não vi o este filme no cinema, assisti o mesmo somente ontem.
      Confesso que também não havia entendido muito algumas partes(não foi por acaso que acabei aqui), porém, achei a idéia passada pelo filme muito boa, uma perspectiva muito além da que nos circunda hoje em dia. Tento manter minha mente aberta a novas maneiras de ver as coisas, li todos os comentários aqui deixados, me interessei bastante pelos trechos trazidos pelo Telmo e pelo Samuca sobre os sumérios, ao meu ver faz muito sentido.
      Não quero criticar ninguém, cada um tem um ponto de vista e segue um ideal, pretendo me aprofundar mais sobre estes assuntos a fim de expandir minha compreensão sobre novas(pelo menos pra mim) explicações de nossas origens e destinos. Grato aos que dividiram um pouco de seu conhecimento comigo.

    54. Breno Vitória-ES

      Legal o fime….mas a cena em que a nave cai sobre as duas mocinhas…ahh….fala ´serio! pareceu desenho do pica pau onde uma árvore cai e o personagem corre reto e a árvore cai sobre ele…pq não corre para o lado como ela fez no fim!?! aff…

    55. Marco Andrade

      Verdade chega da raiva, mas é mulher, se fosse homem correria pro lado

    56. Vanildo

      Calma pessoal…é só o primeiro de uma série. Ficção científica desse porte é assim mesmo, não dá pra entender toda a dimensão da trama em apenas duas horas. Agora pra quem tá xingando a produção pelo amor de Deus, se esse não é teu genero preferido NÃO assista… Esse filme é pra quem tem a mente aberta pro assunto e se deixa levar pela história, diversão certa mas só pra quem tem esse DNA Scott no sangue.

    57. Rafael F.

      Acho que eu entendi o filme.

      1. No começo o “engenheiro” bebe o líquido e suicida-se para espalhar o DNA dele e começar a vida na terra.

      2. Como já dito anteriormente aqui, o robô infecta o companheiro de equipe, com o líquido preto, a mando de seu chefe (O homem idoso, dono da nave). Pois este quer descobrir a fonte da vida eterna a todo o custo e usa um dos tripulantes como cobaia. (Neste ponto do filme eles ainda não sabiam para que servia o líquido preto)

      3. Se você prestar bem atenção, quando a expedição entra na sala da face pela primeira vez (me refiro a sala onde tem uma estátua de uma face humanóide) um dos cientistas encontra uma porta que tem uma pedra verde na frente. O ciêntista afirma ser mais um túmulo. Na porta do tumulo está o desenho de um Alien amarrado. Isto significa que os “engenheiros” já conheciam a figura do Alien (O que mostra que já haviam feito experimentos com o líquido preto antes).
      Os cientistas não exploraram bem essa sala, havia mais portas ali. Se você prestar atenção nos hologramas dos “engenheiros” fugindo vai ver que teve mais de um “engenheiro” que entrou na sala porém os cientistas só encontraram 1 corpo. Cadê os outros? Isso indica que há mais portas ali, de repente aquela face humana seja uma delas.

      4. No tempo de 51:43s de filme você vai se deparar com a cena em que os dois cientistas (aqueles que se perderam do grupo)encontram vários corpos de “engenheiros” mortos no chão.
      Essa é uma parte reveladora do filme pois um deles fala para o outro: “Talvez essas coisas abriram por dentro. Parece que explodiu”. Ele estava se referindo aos corpos dos “engenheiros”, e isso mostra que eles foram infectados por Aliens e como os aliens saem de dentro dos corpos explodindo o torax então foi isso que aconteceu.

      5. Outra parte muito importante do filme é no tempo de 1:33:41 onde a cientista pergunta ao robô o por quê dos “engenheiros” estarem indo para a terra e o robô responde: “As vezes para criar é preciso primeiro destruir”. O que mostra que os “engenheiros” criaram os seres humanos somente como um primeiro passo para o objetivo principal deles que era criar a raça Alien. E isso justifica a fala “As vezes para criar é preciso primeiro destruir”.

      6. O tal líquido preto é um líquido desenvolvido pelos “engenheiros” para modificar o DNA dos seres vivos tranformando-os em uma outra espécie de ser que tem sangue ácido.
      No filme as minhocas que estavam na sala, que continha a estátua da face humana, se transformam em um ser estranho, como uma cobra, que mata 2 cientistas desavisados

      7. Minha conclusão: O objetivo final dos “engenheiros” era criar a raça Alien e não os humanos (veja novamente a conversa que o robô e o cientista tiveram na mesa de sinuca. Mostra que o objetivo dos “engenheiros” não era os seres humanos).
      Eles estavam indo para o planeta terra para iniciar a criação da raça Alien (motivo pelo qual carregavam tanto líquido preto) porém em algum momento um deles se contaminou com o líquido preto e se transformou em uma outra criatura e isso desencadeou no incidente onde matou os outros tripulantes da nave.

    58. Samuel

      Seguindo a cronologia da evolução na terra, se aquele primeiro engenheiro semeou a vida na terra, então esses engenheiros já estão nesse projeto a mais de 500 milhões de anos, pois as primeiras formas de vida na terra datam aproximadamente dessa época. Não faz sentido então alguns comentários dizendo que os engenheiros criaram a vida na terra pra depois de milhões de anos (esperar elas evoluirem até o homem) implantar os aliens para criar uma raça superior.
      Tudo isso pressupondo que o primeiro engenheiro que aparece semeou a vida na terra.
      Faria mais sentido que após eles semearem a vida na terra, eles não tivessem gostado do resultado (humano) por N motivos, então depois eles aniquilassem com os aliens.

    59. Marco Andrade

      Hoje estava vendo um documentário no History sobre o universo e vi o quanto ele é imenso, tem bilhões de galáxias com trilhões de estrelas e uma tal de matéria escura que liga tudo, como também uma tal de energia escura repulsiva que sabem que existe mas não sabem o que é.
      Acho que todos nós estamos interligados por uma energia que ainda será descoberta, vivendo em varias dimensões paralelas, não é nada simples dizer que Deus criou o Universo com nós dentro. Deve existir seres mais evoluídos como o gigante do filme, por sinal já vi vários filmes de FC, e nunca vi um ET tão bonito e tão bem feito! Quem diz isso (Deus…), é muito simplista e não conhece nada de ciência.

    60. wanderlei camargo

      REALMENTE ESPERAVA MAIS DESSE FILME,POR VEZES ACHEI ACHEI ALGUMAS PARTES MEIO BOBA,PODERIA TER MAIS EFEITOS ESPECIAIS..A MAIOR PARTE ELES PASSAM DENTRO DA NAVE..SEI LA,ACHO Q É MTO BARULHO POR POUCO OU QUASE NADA…

    61. Berlim

      É um filme de difícil interpretação, porém ela existe sim para quem possui senso crítico e conhecimento, tanto religioso quanto científico.

      Mas ao que parece o diretor do filme ainda cria uma trama de difícil interpretação (coisa que não existe nos filmes atuais, deixando bem claro a filosofia do roteirista – fica tudo “preto no branco”). O robô, por exemplo, toma várias atitudes enigmáticas, mas todas possuem sentido.

      O filme é bom, vale a pena ser visto. Agora para quem está esperando um monte de tiros, melhor ver algum do Stallone. Ou quem é evangélico e apenas viu o filme para ficar falando mal, sugiro não se alimentar daquilo que não goste.

    62. Violeta

      O filme é ótimo, adoro ficção científica. Adorei alguns comentários sobre a filosofia do filme. Só acho que tem uma galera aqui que poderia fazer um cursinho de português… que tristeza…
      “intenderao”(tentando dizer o verbo no passado) “cido morto” “sertificar que aqueli” e por ai vai…
      Estou chocada! (ou seria xocada, kkkk)

    63. maria ines

      Realmente, apesar do ser humano ser a experiencia que não deu certo..fiquei feliz em encontrar esse site e em ler os comentários que foram postados.. Telmo, Samuca, Ama, João Gustavo e tantos outros me deixaram com a impressão de que ainda existe vida inteligente na internet..Devo agradecer pelas análises que foram postadas e quero registrar aqui a minha indignação pelo post que a Sábia e corretora de redação do Enem Violeta fez acima: Tenho certeza de que o que foi comentado pelo João Gustavo tem mais conteúdo do que o que foi postado por ela, ele soube arguir com convicção e transmitir o que pensava e isso valeu muito mais do alguns erros de ortografia que até deram graça ao post…Mas enfim ..o que esperar de uma raça (humana) que se julga feita a imagem e semelhança de Deus e dá mais valor à forma do que ao conteúdo…para finalizar um filme que questiona de onde viemos é tudo de bom ..Também recomendo a leitura do livro O fim da Infância para mais viagens ..

    64. Larissa A. S.

      Achei o filme até que interessante, mas possui muitos clichês e algumas partes nada convencionais.
      O começo mostra uma criatura segurando um potinho com uma meleca dentro (provavelmente é um sangue ou DNA, essa parte não é explicada no filme inteiro :(! ), depois de passar isso no corpo ele se transforma, caindo na cachoeira.
      Depois mostra o futuro, uma nave espacial com pessoas dormindo em caixas que as conservam para um projeto criado por um velho rico que queria descobrir de onde surgiu a vida dos humanos…
      E etc pois não vou acabar com a graça sem graça do filme.
      Não o recomendo! Tchau!

    65. Marco antonio Andrade

      Larissa,, vc deve entender muito é de Facebook, porque de ficção cientifica vc não entende nada.

    66. marco

      para a pessoa que fez a critica do filme:
      VC FOI POLITICO E NÃO CRÍTICO.
      vai pra brasilia!

      nunca vi uma coisa chamada “crítica” da forma que vc fez…
      e ainda se acha o máximo, insinuando que quem esperava mastigado, se decepcionou???
      sabe o que vc quis dizer: que vc e quem compartilhar sua opnião, ou seja, que essa bosta de filme é uma maravilha…é inteligente, e os outros não!

      vi quase todos os filmes de ficção que foram feitos, e esse filme é estúpido, o robo, é imitação do alien 8…a menina parir o monstro, é imitação do alien 8, o capitão, é imitação do personagem do mecanico da nave no alien 8, a durona que sobressai no fim, é imitação do alien 8…os vasos com os aliens, é imitação dos ovos dos aliens no filme alien 8…e a cena do cara comendo a gosma que falou…sugere que os genes dele caindo no oceano, gerou toda a vida da terra, o que não explica é porque a nave esperou ele fazer isso e foi embora—> vejam só: se não existia vida na terra, e os aliens não vieram mais a terra para nos destruir por causa do acidente com os organismos que nos destruiriam…e as gravuras que deram o endereço das estrelas eram primitivas…QUEM DEU O ENDEREÇO DE ONDE ESTAVAM??????????????????? essa é a merda maior.
      e tem tBm uma cena surreal, onde o capitão da nave, abandona a vigilia dos homens que estavam na caverna em um momento super critico? o monstro comeu todo esteróide anabolizante do planeta terra? o alien acorda depois de mais de 1 bilhão de anos e quer vir correndo destruir a terra sem se informar de nada, e ainda é mais forte que o robo? e por ai vai, é bosta uma atras da outra…é claro que tem gente que acha maravilhoso, afinal, se falar que é uma merda, não é inteligente…}rsrsrs

      O critico, vc não sabe nada hein?
      vc consegue enganar um monte de gente aqui que vai na sua onda e tbm não sabe nada, mas gente informada de verdade vc não engana!
      aproveita essa aula gratis de crítica como deve ser!!

    67. Leonardo Coan

      A história é muito previsível, porém eu curti, e com certeza assistirei o próximo ( caso lance )

    68. Valclayton

      Filme que deixa a desejar,
      e cenas principais pobres de ação, e até intediante por serem facilmente previsíveis.
      Filme sem uma elaboração realmente boa, que deixam perguntas fundamentais da trama do filme sem respostas,
      como por exemplo o tempo, o ar dentro da “toca”, porque os “engenheiros estavam correndo naquele olograma e porque
      morreram,a mutação do “namoradinho” da doutora, que se
      transforma, e é morto duas vezes, a doutora tem um filho do mutante, que é bem parecido com um polvo de quatro pernas,
      esse polvo nasce e junto com uma especie da raça do “criador” tem um outro “filho” que parece o alian do filme alien
      vs predador, um rolo muito grande realmente, que vai dar origem ao “alien”. É de certa forma, um filme com cenas uma
      atrás da outra sem explicação nenhuma, vamos esperar que o próximo filme explique o primeiro, já que no final só
      há dois sobreviventes: a doutora e o androide. O filme concerteza só ganhou ingressos nos cinemas devido a exploração
      da origem do filme “alien” e “criação” aliado de “futurismo”, nome chamativo, e tédio dos seres que vão cinema, como eu.

    69. Nicholas

      Cacete! Esse povo não entende nada!? Primeiro, vai rever o alien 1, depois vai ler o livro “Eram os deuses astronautas?”, jah ajuda. Só quem não gostou do filme é quem gosta de tudo mastigado. O que estava bem óbvio no filme:

      O David não quis matar o cientista. Ele primeiro pergunta algo do tipo “Até onde vc iria para descobrir a origem da vida?”. E o cientista q era um mala sem alça vaidoso e arrogante diz “Eu faria tudo, daria minha vida”, Então David q jah não morria de amores por ele e sabendo q seria necessário misturar o “gosma” com material genetico humano p/ saber o proximo passo evolutivo do homem injeta a gosma na bebida do cara.

      O “engenheiro” no inicio do filme bebe da mesma “gosma” para que seu material genético seja misturado com os seres microscópicos existentes na água. esta combinação entre o material genetico dos engenheiros, a gosma e a vida inferior da terra é que evoluiu para os seres humanos, ou seja, somos um “subproduto” dos engenheiros e por isso temos características bem semelhantes à eles.

      Os engenheiros queriam matar os humanos? Bem, essa parte provavelmente será explicada só em outro filme. Não fica realmente claro. Pelo que entendi no filme, SIM, por algum motivo eles não ficaram satisfeitos com os humanos e pretende exterminá-los utilizando pra isso os potes da “gosma” para criar outro tipo de vida, ou um segundo estágio evolutivo p/dominar a terra.

      Os “hologramas” são tecnologia da nave, uma espécie de “diário de bordo” que mantém gravado os ultimos acontecimentos antes do colapso de uma nave, uma espécie de gravação das ultimas horas antes do sistema pifar p/ saberem o q causou a falha.

      outra coisa: prestem atenção nos diálogos entre o cientista e David. A mesma forma superior q o cientista vê a criação (David) é a forma q os “Engenheiros” veem sua criação (Humanos). Nós somos apenas um experimento, algo q eles criaram jah com uma função pre-definida q será mostrada mais a frente.

    70. Jose

      Filme muito bom, só não gostou que têm mente fechada e não desenvolveu um pouqhinho de imaginação. É ovbio que o filme tenta reconstroir a historia de aliens, só que desta vez o faz de outra maneira , jogando movos elementos e tecnicas até tentando mostrar o lado divino e descontrolado da criação feito por seres que ainda não a entendem.
      Recomendo assistir o filme.

    71. Sandro MacMartin

      Acho que religião deveria ser deixada dentro da cabeça de quem se satisfaz com isso e nos templos onde adoram suas crenças. Estragaram a fraquia aliens metendo catolicismo irracional em ficção futuristica. O que faz a mocinha parecer uma imbecil, com suas afirmações “Acredito porque esta foi minha escolha” como se o universo fosse se definir pela opinião de alguem e nao por evidencias e fatos … O android foi claro: “o motivo pelo qual querem destruir vcs e irrelevante” mas ela como a boa cega pela sua crença pessoal vai atraz (pra ser morta com certeza). Alguns erros grotescos de cronologia e lógica temporal quando ligado a fraquia aliens que deixa claro serem uma raça de seres criados pelos Predadores e nao uma evolução genetica no futuro (aliens em “aliens requien” ha aliens no seculo 21 iguais aos que a ten. Replay enfrentou . Excesso do uso de tecnologia para um filme de epoca posterior ao 8ºpassageiro e pior , que o aliens o resgate passado quase 70 anos depois do primeiro segundo a cronologia dos filmes da franquia. Ebfim uma retardada com conflitos de existencialismo: nao poder ter filhos, perda da mãe e pai precoces, e crença irracional -a ligação de apego com a criação crista ;coisas que nao combinam com um filme futurista desta classe (cientifico/ação) onde se espera do heroi exclarecimento e inteligencia e nao desespero e crença cega. Um lixo na minha opinião , infelizmente.

    72. Matheus

      Na boa esse filme é uma porcaria todos filmes de extraterrestres tem que ser os da franquia do ”Aliens”? alem do mais que o roteiro do filme nao é bom voce ao assistir fica com mais duvidas que respostas nao recomendo vai ser 2 horas da sua vida jogada fora.

    73. Amanda

      Parabéns Telmo, você tem idéias muito interessantes…

    74. 1aNÔNIMO

      Acho que o filme é cheio de furos sim! Porém isso não diminui o conjunto da obra, que se propõe a fazer uma reflexão e o autor criou essa pequena fábula para exercitar algumas reflexões… O filme tem incoerências, porém, não é uma tese científica de teor acadêmico, mas um exercício dentro da linguagem da 7ª arte e ainda mais, no território da ficção científica… Estes erros e incoerências são plausíveis, afinal é uma obra de ficção! Por isso não se pode comparar à Bíblia, por exemplo (que possui também uma série de incoerências e contradições). Agora o filme tem uma dificuldade que deixa ele cheio de contradições, como por exemplo, “juntar as pontas” das outras histórias do Alien e criar novas questões para poder alavancar esse filme! Não podemos buscar muitas “coerências” no filme, porque aí nunca vamos ter um filme de ficção científica! Se tudo tem que ser plausível, então nenhum filme sai do papel. Vejam a dificuldade de se fazer uma história na franquia do exterminador do futuro… Se o filme conseguisse abarcar todas as respostas e suprir todas as incoerências, estaria dando uma resposta definitiva e acabaria com a franquia!

    75. 1aNÔNIMO

      No caso do Prometheus, comparando com expedições nos oceanos, as equipes utilizam robôs e fazem leituras dos dados à distância, para somente depois, com muita segurança partir para uma expedição e verificar in loco o que existe ali. E estamos falando de nosso planeta, apenas trocando um ambiente do meio terrestre para o meio líquido… No filme a expedição parece que vai explorar uma caverna ou um túnel de metrô e quando tem um contato com um ser estranho emergindo de uma gosma, eles não tem nenhum procedimento de segurança. Outro procedimento em expedições: o navio mãe fica distante e numa distância segura: no filme a nave Prometheus se mete lá na superfície do planeta. É como se numa guerra do Iraque ou do Vietnã ou na II Guerra Mundial, por exemplo, os porta-aviões fossem lançados a peito aberto contra os inimigos. Mas não, eles ficam em locais seguros, bem distantes, como as nave-mães dos ETs! São enviadas as expedições menores, rastreadores, sondas, etc… Mas se transportarmos essa realidade para os filmes, então não teremos filmes e nenhuma obra de ficção! É por isso que na ficção é possível ter essa liberdade artística e se desprender da realidade da ciência, e daí conseguiremos fazer as historinhas! Tem que deixar a imaginação solta!

    76. Marco X.

      Muitos diretores de Hollywood conseguem emplacar uma “obra inesquecível”. Porém, poucos atingem a categoria “cult”, caso de Ridley Scott. Mesmo assim, por ser apenas “humano”, e não um Engenheiro (rs), o badalado cineasta falhou em seu projeto. Acredito que, nessa produção, a “soberba” prevaleceu sobre o talento de Scott…Vale registrar que – assim como Telmo, Samuca e outros ilustraram perfeitamente, aqui no tópico – é visível o elaborado estudo histórico/mitológico/religioso usado para construir um rico enredo. Os efeitos especiais são de alto nível e sustentariam o projeto. Mas o roteiro desandou…E me permito falar sobre isso com conhecimento de causa, pois acompanho desde sempre a franquia Allien e seus “primos” Predadores. É válida a idéia de conectá-los entre si e etc. Mas a ânsia do diretor em querer criar “discussões pós-apresentações” o fez suprimir/ignorar diálogos importantes e takes em demasia (vide “cenas cortadas”, que aparecerão em BlueRay), esquecendo-se de que essa é uma produção cinematográfica de duas horas de exibição, com um interesse comercial que abranja o maior número possível de espectadores, inclusive aqueles que não possuem doutorado em História, Antropologia ou Astrofísica! “Plantou” dúvidas demais, com respostas de menos. Li, dia desses, que o próprio Scott mencionou que “a cena inicial, do Engenheiro se deteriorando na cachoeira” NÃO se passa na Terra. Ora, por que então afirmar isso FORA do filme, se tal informação afeta diretamente o entendimento do mesmo? Pareceu-me abusar da boa vontade do fiel espectador. Falhou: foi soberbo e incompetente com o produto final. Pelo menos, é a minha humilde opinião. Obrigado.

    77. Rodrigo A.de Martin

      Espero que em dois mil e noventa e poucos a tecnologia de geração de imagens esteja mais avançada tanto em qualidade quanto em designer. O que eram aquelas “camerazinhas” nos capacetes dos astronautas? kkk… Não gostei do filme, achei o enredo tão superficial quanto este comentário. Abraços a todos!

    78. Eddie

      Mais um daqueles filmes do cinema americano moderno. Lindos efeitos especias e nenhum conteúdo. O filme é sem pé e nem cabeça e não acrescenta nada ao universo de Alien o 8 passageiro.

      Deixo aqui meu Blog para os amantes de filmes de Terror
      Você encontra esse e outros filmes pra baixar em:

      http://bautrash.blogspot.com.br/

    Postar seus comentários